Recomendações para a impressão da embalagem Unidose

Definir processos e padronizar procedimentos é um objetivo a cumprir dentro das atividades hospitalares e em particular na Farmácia do Hospital. Sabemos que uma porcentagem alta de Eventos Adversos têm por causa a falha de comunicação.

Estas recomendações estão baseadas principalmente, nos documentos da ISMP (Institute for Safe Medication Practices) de EUA e outras leituras de similar teor, que têm como finalidade melhorar a comunicação entre a Farmácia de Hospital (FH) e os demais setores, prevenindo erros e alertando aos profissionais. Cabe salientar que é responsabilidade do FH, diferenciar as embalagens que transitarão dentro do hospital e educar as pessoas de Enfermaria.

A melhoria da qualidade e a diminuição dos Eventos Adversos (EA) somente pode conseguir-se, quando toda a informação entregue às enfermeiras seja adequadamente expressada e apresentada, para poder cumprir com os 5 Certos.

Como em todo sistema seguro e confiável, devem existir dois sistemas trabalhando simultaneamente. Para isso definimos o código de barras (CB) como elemento principal, o que seria o paraquedas principal, e a informação na embalagem para leitura da Enfermeira, relativa a Via de Administração, a técnica adequada, tanto como os alertas e avisos, como o paraquedas secundário ou de segurança.

Você saltaria do avião, somente com o paraquedas principal, deixando o de segurança em terra?

Outras indústrias são mais seguras porque tem procedimentos com redundância.

Os farmacêuticos devem prevenir especialmente os problemas de semelhança existentes nos medicamentos, em especial dos denominados LASA (look alike and sound alike), produzindo a necessária diferenciação das embalagens e comunicando as informações principais, de acordo às regras de segurança das operações.

Vamos a expressar nossas recomendações em linguagem sintética:

  • Utilize sempre o Nome da Droga Básica e não inclua o nome comercial do medicamento.
  • Nunca abrevie o nome da droga.
  • Não use zeros a direita da vírgula. Por exemplo escreva 5 mg e nunca 5,0 mg. (se a vírgula não sai bem impressa estará administrando 10 vezes a doses requerida.
  • Coloque sempre os zeros a esquerda da vírgula. Por exemplo 0,3 mg e nunca .3 mg.
  • Escreva completa a palavra Unidades e nunca utilize a “U. “Por exemplo 50 U pode ser lido como 500.
  • Escreva Unidades para UI ou unidades internacionais.
  • Inclua pontos para espaçar os zeros dos mil. Exemplo 5.000 Unidades.
  • Não utilize M para abreviar mil, pois pode ser confundido com milhões.
  • Escreva a palavra Mil ou Milhões em lugar de usar zeros. Por exemplo 150 mil em lugar de 150.000 e 150 milhões em lugar de 150.000.000.
  • Evite palavras do jargão médico e simplifique adequadamente a linguagem.
  • Não abrevie o nome do fabricante.
  • Não utilize abreviaturas. Em caso de utilizar, siga as seguintes instruções:
    • Utilize mL como mililitro;
    • Utilize mg como miligrama;
    • Escreva micrograma e não abrevie como mcg.
  • Não utilize outras abreviaturas. Elas não são recomendadas pela ISMP e a Joint Commission.
  • Não coloque o logo do Hospital. Isto não ajudará a evitar erros.
  • Para escrever o nome da droga básica e a forma de apresentação ou diluição, utilize fonte Arial tamanho 12 condensada (Bold). Também está permitida fonte Verdana, mas ocupa mais espaço e será obrigado a abreviar.
  • Pode passar a utilizar uma fonte de tamanho menor 10 ou 11, para outras recomendações e alertas.
  • Utilizar todas as letras em maiúscula, diminui a capacidade de leitura correta.
  • Não reduza o espaço entre as palavras e sempre procure um texto limpo e claro.
  • Utilize sempre número e não texto para expressar quantidades.
  • Utilize unicamente o texto em modo horizontal.
  • Aumente ao máximo o espaço entre linhas.
  • Utilize sempre tinta preta sobre fundo branco. As outras combinações têm menos definição de leitura.
  • Inclua sempre a forma de Administração, em detalhe, em especial quando não é por via Oral.
  • Utilize Alertas e Avisos.
  • Não coloque muita informação, pois pode diminuir a claridade da mensagem.
  • O sistema Opuspac coloca só 3 campos de leitura nas embalagens grandes. Mais informação não ajuda.
  • Este sistema fornece na sua base de dados, uma lista de 70 Layouts ou informações de Via de Administração, Alertas e Avisos, já relacionados, com mais de 700 medicamentos.
  • Também provê mais de 150 nomes de medicamentos, em uma combinação de letras Maiúsculas e minúsculas, seguindo as recomendações da ISMP para os medicamentos LASA ajudando a diferenciação das embalagens.
  • Além, utilize desenhos de figuras, muito estudadas para chamar atenção do leitor e adiciona um texto para definir com precisão a mensagem.
  • Como adicional o sistema Opuspac induz à leitura do texto, dificultando a abertura da embalagem se não está frente à leitura do mesmo. Ou seja, do lado contrário ao texto é muito difícil abrir a embalagem.

Exemplo de impressão da embalagem unidose

Conclusão:

Você está imprimindo com um único objetivo: Salvar Vidas. Capriche!

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta