Já calculou quanto custa para o hospital, enviar os frascos de medicamentos direto para os quartos?

Já calculou quanto custa para o hospital, enviar os frascos de medicamentos direto para os quartos?

Estamos nos referindo aos medicamentos líquidos orais, como xaropes ou fitoterápicos, desde a farmácia central até os pacientes. Essa é uma tarefa repetitiva pouca questionada.

O grande assunto é que essas doses em frascos, nem sempre são consumidas em sua totalidade, e ocorre um desperdício. Quando o paciente é dado de alta médica, o frasco de medicamento fica no quarto ou o paciente acaba levando para a casa.

Quando ocorrer o fracionamento na farmácia, normalmente utiliza-se seringas como embalagens, gerando o desperdício no final do frasco onde a seringa não consegue atingir. E claro, que devemos calcular o custo dessas seringas, assim como o custo da mão de obra e todos os problemas inerentes a esse processo manual.

Vamos estudar um caso:

Um hospital com 230 leitos na cidade de São Paulo:

Envia por mês para seus pacientes, 1.200 frascos de medicamentos líquidos. O custo médio dos frascos é de R$ 50,00, porém existem frascos de antibióticos que custam mais em torno de R$ 80,00.

Vamos calcular com os frascos com custo de R$ 50,00:

1200 frascos x R$ 50,00 = R$ 60.000,00

Então, mediante este gasto o quanto é possível economizar neste hospital?

Não menos que 30% uma economia possível de R$ 18.000,00.

Descontando o custo das embalagens: R$ 1.200,00 x R$ 0,12 = R$ 144,00 por mês.

Economia líquida de R$ 17.856,00

A Opuspac possui uma solução para contribuir para essa economia:

Custo do equipamento MK3 Opuspac = R$ 93.000,00

Retorno do investimento ROI = 5,2 meses

Agora faça os cálculos com os valores de seu hospital.

Já deve ter ocorrido situações de glosa, onde a seguradora de saúde não quis efetuar o pagamento por um frasco e unicamente pagar apenas por uma dose.

Com esta embalagem original (Patente PI 0105649-2NPI061) não necessitará transvazar a outro utensílio para dispensar, apenas disponibilizar a dose ao paciente que a beberá diretamente em sua boca.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta