A solução é automatizar o processo de unitarização de medicamentos!

Existem países onde a maioria dos hospitais não unitarizam os medicamentos, inclusive na Alemanha. Que apenas enviam os medicamentos para as enfermarias e farmácias satélites as caixinhas, para colocar em um armário com chave e posteriormente um profissional os dispensa.

E como seria detalhadamente esse processo?

O profissional abre o dispensário/armário, procura a caixa correta do medicamento entre as outro as 200 variedades, retira da caixa o blister, com uma tesoura corta o blister, depois coloca o blister cortado em um recipiente, retorna com o restante do blister e a bula para a caixa original e guarda novamente no dispensário/armário de onde havia removido.

Quanto tempo levou esse processo? Muito provavelmente entre 1 e 2 minutos, perde-se 1 minuto a mais para cada administração em comparação quando utiliza-se uma máquina unitarizadora automática Opuspac. Com a OPUS 30X é possível reduzir o tempo de trabalho para 1,39 segundos por unidade.

Máquina unitarizadora automática 30X

Então, em um hospital com 200 leitos é realizado por mês aproximadamente 70.000 unitarizações de medicamentos, ou seja, 70.000 minutos a mais e 1.166 horas a mais. Mencionando profissionais, equivalente a mais de 07 profissionais de enfermagem com formação superior, seriam 7 salários de nível superior em contra partida com 1 salário de um operador de máquina unitarizadora.

Além do impacto econômico, existe o problema que o farmacêutico responsável deve controlar todas essas doses espalhadas por todo o hospital e com controle mínimo. Como seria esse controle de onde está casa dose? Provavelmente, o medicamento que falta num armário e que solicita sua reposição para a farmácia, estará no armário de outro andar. Então, qual é o controle? Quanto tempo é gasto para fazer um inventário de rotina em cada armário?

Temos mais um motivo importante para a unitarização dos medicamentos, pois é de responsabilidade do farmacêutico responsável pela farmácia do hospital, diferenciar os medicamentos para evitar erros de similaridade.  É notório que existem muitos medicamentos de aparência similar, são chamados de LASA (Look Alike anda Sound Alike). Diferenciar é uma tarefa importante, sendo realizada através da reembalagem.

Embalagens Sistema Opuspac de Unitarização

O trabalho manual de unitarização de medicamentos já é um grande avanço em relação ao procedimento de envio das embalagens em caixas para cada andar no hospital. Porém, esse processo manual é mais lento de 5 a 7 vezes em comparação com o realizado através da automação desse processo.

É muito conveniente a unitarização de medicamentos com máquinas automáticas.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta